Antivírus no Windows 8 e Windows 8.1

Todas as edições do Windows 8 e do Windows 8.1  trazem de base um antivírus/antimalware: o Windows Defender.

Windows Defender no Windows 8

A última vez que a Microsoft optou pela estratégia de distribuir um antivírus juntamente com o sistema operativo foi no MS-DOS 6.0 com a inclusão do MSAV (Microsoft Anti-Virus) que era uma versão adaptada do CPAV (Central Point Anti-Virus).

No Windows 8.x a Microsoft pegou na solução antivírus/antimalware Microsoft Security Essentials e alterou o nome para Windows Defender.

Esta alteração provocou alguma confusão nos utilizadores finais porque o Windows Defender foi introduzido na altura do Windows Vista/7 e apenas desempenhava o papel de antimalware (tal como cheguei a descrever no artigo “Qual a diferença entre o Microsoft Security Essentials e o Windows Defender?“) e agora no Windows 8.x tem todas as funcionalidades do Microsoft Security Essentials.

Para confundir ainda mais, a Microsoft manteve o Microsoft Security Essentials ativo e disponível para as versões anteriores do Windows, ou seja, para o Windows XP, Windows Vista e Windows 7.

Em termos de funcionalidades o Windows Defender no Windows 8.x tem todas as funcionalidades do Microsoft Security Essentials. Em termos de aspeto gráfico única diferença relevante a apontar é o nome da aplicação :).

Recursos adicionais:

Página oficial do Microsoft Security Essentials:

http://windows.microsoft.com/pt-pt/windows/security-essentials-all-versions

Informação sobre proteção do PC (Windows Defender e Windows SmartScreen):

http://windows.microsoft.com/pt-pt/windows-8/windows-defender#1TC=t1

História do Windows Defender:

http://en.wikipedia.org/wiki/Windows_Defender

Análise ao rato Mousetrapper Advance

No que respeita a ergonomia, costumo dividir os ratos em duas categorias: os ratos que se dizem ergonómicos mas não o são, e os verdadeiramente ergonómicos. O Mousetrapper pertence à categoria dos ratos verdadeiramente ergonómicos. O Mousetrapper possui ainda outra caraterística: desafia a definição clássica de rato pois a sua aparência está longe de ser de passar despercebida.

Visão geral do Mousetrapper Avdanced

Neste artigo vou analisar em detalhe o rato Mousetrapper Advanced da empresa sueca Mousetrapper Nordic.

Introdução

A primeira coisa que salta à vista no Mousetrapper é o posicionamento do mesmo: situa-se entre o teclado e o utilizador, ao contrário dos ratos convencionais que ficam à direita ou à esquerda do teclado. Ao posicionar o rato nesta zona deixa de ser necessário fazer o movimento de esticar o braço para movimentar o ponteiro do rato, diminuindo o esforço da mão, antebraço, braço e pescoço.

O Mousetrapper tem o comprimento de um teclado convencional, fazendo com que não seja necessário espaço adicional para acomodar o dispositivo. Aproveitando-se do tamanho generoso e localização do mesmo, o Mousetrapper é constituído por duas zonas almofadadas à direita e à esquerda do bloco central, que criam uma zona neutra de repouso muito confortável que apoiam e suportam a zona do pulso, mantêm as mãos numa posição natural e permitindo as mesmas operar com o teclado.

Mousetrapper Avdanced junto de um teclado

Bloco central

O bloco central do Mousetrapper tem um aspeto idêntico ao do touchpad dos computadores portáteis com a diferença que se move. Pode parecer um pormenor mínimo mas esta diferença torna o Mousetrapper mais natural que os touchpads convencionais. Por exemplo, num touchpad o simples alternar entre dedos faz mover o ponteiro do rato o que faz com que normalmente só se use um dedo e os restantes tenham de estar numa posição recolhida por forma a não criar alterações de movimento. No caso do bloco central do Mousetrapper o ponteiro só se move com o movimento físico e explícito dos dedos. Dada a natureza do movimento torna-se intuitivo mover o ponteiro do rato com qualquer dedo ou dedos, inclusive com os dedos da mão menos habitual, tudo isto sem perder precisão.

Bloco central do Mousetrapper Advanced

O bloco central é coberto por uma espécie de tecido flexível (tecnicamente é Poly Jersey) com umas estrias horizontais sobrelevadas feitas de um material que impede que o dedo escorregue. Por debaixo do tecido encontra-se um mecanismo que transforma o bloco inteiro numa zona de ação, ou seja, uma espécie de botão de rato com dimensão do bloco. A força necessária para despoletar o clique é ligeira e precisa. O pressionar nesta zona é acompanhado por um efeito sonoro mecânico que garante a rápida percepção do utilizador final de que uma ação foi despoletada.

Ao movimentar o bloco para um dos lados e ao chegar ao limite da zona de ação percebe-se que é possível reposicionar o dedo e continuar a efetuar o movimento no mesmo sentido porque o tecido acompanha. Ao fim de alguns movimentos descobre-se que existe um limite máximo de distância percorrida horizontalmente e que verticalmente esse movimento é infinito como se de um rolo se tratasse.

O lado direito do bloco possui uma zona destinada a zona de deslocamento. Mantendo pressão no bloco e efetuar movimento para cima ou para baixo (zona assinalada com “Scroll”) faz com que um documento ou página web se desloque para cima ou para baixo mantendo o ponteiro do rato imóvel.

Em torno do bloco estão presentes 5 botões feitos de material agradável ao toque. O pressionar nestes botões não é acompanhado de nenhum som mecânico. Os 5 botões vêm pré-programados de fábrica com determinadas funções mas podem ser reprogramados.

Zonas de repouso

O Mousetrapper possui duas zonas de apoio, uma de cada lado do bloco. Estas zonas são almofadadas e revestidas de um material acetinado e poroso que facilita a desinfeção. As almofadas são por isso laváveis e têm uma duração de vida bastante alargada, cerca de 70 lavagens.

Zona esquerda de repouso do Mousetrapper Advanced

A zona da direita é sensivelmente 2,5 vezes maior do que a esquerda. Os apoios são confortáveis e ao fim de um dia intenso de trabalho não provocam qualquer incómodo nas mãos e/ou pulsos.Zona de repouso direita do Mousetrapper Advanced

Base

Por debaixo do Mousetrapper encontra-se uma base desdobrável do tamanho total do rato que tem as funções de anti-deslizante quando dobrada por debaixo do rato e agregadora do teclado quando aberta (pois apoia parte considerável do teclado). Para além disso permite elevar ou diminuir a altura do Mousetrapper.

Base do Mousetrapper Advanced

Tabela de altura

Altura frontal: 15 mm (base dobrada)
Altura traseira: 24 mm (base dobrada)
Altura frontal 14 mm (base desdobrada)
Altura traseira: 20 mm (base desdobrada)

Bloco e botões programáveis

Todos os botões são programáveis, significa isto que o botão que faz o clique direito do rato, pode fazer o clique esquerdo, pode lançar uma aplicação ou pode ainda colar um texto. Tudo depende daquilo que o utilizador programar.

A aplicação que permite reprogramar o Mousetrapper está disponível no sítio principal mousetrapper.se sob o nome MT Keys. A aplicação é gratuita e funciona com qualquer rato Mousetrapper que suporte teclas reprogramáveis. A aplicação é tem menos de 1MB na versão Windows e não tem qualquer impacto na performance do computador. Está disponível nas plataformas Windows e MacOS.

Aplicação MT Keys

O interface do MT Keys é simples e intuitivo e está disponível nos idiomas inglês e sueco.

A aplicação MT Keys suporta perfis o que significa que se podem criar diversas combinações de funções dos botões de acordo com a aplicação ou ambiente de trabalho. Por exemplo num hipotético perfil “web” os botões inferiores podem ser programados para avançar ou retroceder nas páginas internet e num perfil “documentos” os mesmo botões podem desempenhar as funções de copiar e colar.

Conteúdo da caixa

O Mousetrapper Advance vem acompanhado de um guia rápido de instruções em diversos idiomas dos quais não consta o português e um cabo USB para ligar o rato ao computador.

Guia rápido de instruções e cabo USB de ligação

Especificações técnicas

O Mousetrapper é um rato de 5 botões USB 1.1  do tipo Plug&Play que se apresenta ao sistema operativo como um HID (Human Interface Device) fazendo com a sua instalação seja simples e fiável uma vez que não requer controlador específico. Do lado do Windows basta que o sistema operativo suporte USB.

A resolução é de 800 pontos por polegada (DPI), suporta funções de deslocamento automático, botões reprogramáveis, apoio de pulsos e um bloco central rolante.

O Mousetrapper pesa 860 gramas (incluí embalagem), tem 470 mm de comprimento e 110 mm de profundidade. Só está disponível na cor preta e cinza (ver imagens deste artigo).

No que respeita a garantia, tem uma cobertura de 2 anos.

 

 

Recursos adicionais:

Página oficial do rato Mousetrapper:

Mousetrapper

Artigo sobre ergonomia, computadores e lesões por esforço repetitivo:

Ergonomia e computadores

Oporto BizTalk Innovation Day

 

Oporto BizTalk Innovation Day é um evento de um dia focado exclusivamente em Microsoft BizTalk Server e tópicos relacionados. Irá ocorrer no dia 14 de Março de 2013 na Ribeira do Porto (Casa do Infante) e contará com a presença de 5 oradores internacionais, todos eles MVP’s de BizTalk, e abordará diferentes temas como: administração e monitorização, BizTalk Server 2013, novos adaptadores, optimização de performance, integração on-permise ou na Cloud entre outros.

Este evento vem na sequência de outros que têm sido realizados em várias grandes cidades europeias desde Fevereiro 2011: Amsterdão (Holanda), Milão (Itália), e Stavanger (Noruega) O último evento aconteceu em Londres e foi um enorme sucesso! Com lotação esgotada, contou com a presença de 130 participantes de 16 países diferentes.

 

Audiência:

Este evento é destinado a todas as pessoas interessadas em BizTalk Server ou integração com diferentes perfis: programadores, administradores e arquitectos. Há algo para todos!

  • BizTalk Server 2013: Cloud based adapters: Uma introdução aos novos adaptadores disponíveis com o BizTalk Server 2013 que são direccionados para a integração com a Cloud.
  • BizTalk assessment and architecture review, strategies, methods and troubleshooting: extensa conversa de como resolver problemas reais que normalmente poderão acontecer na plataforma BizTalk Server (apresentação de cenários reais) e sobre a importância de criar uma boa documentação.
  • How to be Proactivity in BizTalk: Esta apresentação irá abordar temas com contadores, base de dados, boas práticas e a importância de ser pró-activo para manter a estabilidade e alta disponibilidade que o BizTalk Server oferece.
  • BizTalk Mapping Patterns and best practices: introdução a alguns dos problemas comuns de mapeamento e soluções e boas práticas no desenvolvimento de mapas.
  • Assim como a introdução ao novo padrão na monitorização e gestão da plataforma BizTalk Serve: BizTalk360

 

Um evento para todos os profissionais e empresas que utilizam o BizTalk Server e interessados ​​no campo da integração, tanto na nuvem privada ou pública que definitivamente não deve perder. Junte-se a cinco dos mais ativos MVPs (Microsoft Most Valuable Professionals) na comunidade de BizTalk Server para um espetacular no Porto!

Reserve já o seu lugar em http://obid.devscope.net/.

 

 

Recursos adicionais:

Blogues dos orados do evento:

Sandro Pereira http://sandroaspbiztalkblog.wordpress.com

Steef-Jan Wiggers http://soa-thoughts.blogspot.pt/

Nino Crudele http://ninocrudele.me/

Saravana Kumar http://blogs.biztalk360.com/

Tord Glad Nordahl http://biztalkadmin.com/

Analise ao rato HandShoe Mouse

 

A marca holandesa Hippus é a criadora de um rato “que se ajusta como uma luva” e está determinada em oferecer “o melhor rato ergonómico do mundo”: O HandShoe Mouse.

1359319581222-WP_000679

Neste artigo vou analisar em detalhe o rato sem fios HandShoe Mouse Black BlueTrack and Light Click e partilhar convosco as descobertas e experiências que tive com este dispositivo nas últimas semanas.

 

Introdução

O HandShoe Mouse é o resultado de uma série de estudos científicos, análises realizadas em diferentes universidades e ensaios reais com pessoas que sofrem de lesões por esforço repetitivo.

Ao contrário de algumas marcas que alegam basear os seus produtos em estudos científicos e depois não os especificam ou não disponibilizam os mesmos, a Hippus merece nota máxima no que respeita a este ponto, pois no seu portal é possível encontrar informação detalhada sobre todos os estudos realizados, investigadores envolvidos e até os próprios resultados dos estudos.

Com toda esta informação torna-se simples compreender porque é que as lesões por esforço repetitivo ocorrem, porque é que o HandShoe Mouse tem este formato e em que medida o uso deste rato previne lesões ou tão simplesmente permite que pessoas que sofram de LER (RSI em inglês) possam voltar a usar o rato.

 

Primeiro impacto

As primeiras duas coisas que saltam à vista são o tamanho e o formato: Este dispositivo é maior que qualquer outro rato normal porque em vez de apoiar apenas a palma da mão apoia a mão e o pulso por completo; No que respeita ao formato, o corpo do rato permite manter a membrana do braço numa posição relaxada e ao mesmo tempo apoiar totalmente a mão e os dedos.

Ainda sobre o tamanho, saliento que o HandShoe Mouse está disponível em 3 tamanhos diferentes: pequeno, médio e grande. A escolha do tamanho está diretamente relacionada com o tamanho da mão.

1359319611120-WP_000680

 

Ao usar-se pela primeira vez o rato nota-se de imediato uma estranheza reconfortante, isto é, sente-se que não se está perante um rato comum e ao mesmo tempo sente-se um conforto instantâneo! Compreende-se de imediato o nome do rato (“HandShoe” em holandês significa “Luva”).

O conforto provocado pelo HandShoe Mouse está relacionado com as seguintes alterações no manuseio do rato:

  • Toda a mão deixa de estar contato com a mesa;
  • O pulso fica apoiado na base do rato;
  • Deixa de ser necessário agarrar o rato;
  • Deixa de ser necessário pairar os dedos indicador e médio sobre os botões;
  • O braço encontra-se numa posição relaxada.

A construção do rato é sólida e não se nota qualquer desleixo no design ou materiais usados . Estes são também fatores que contribuem para o conforto global.

 

Modelos para todos os gostos

O HandShoe Mouse tem modelos para destros e esquerdinos, em três tamanhos diferentes e nas variantes com e sem fio.

Para se determinar o tamanho do rato deve medir-se a distância que vai desde a ponta do dedo anelar até ao pulso e depois escolher de acordo com a tabela que se encontra na página do HandShoe Mouse.

 

No que respeita à opção com ou sem fios, a decisão depende apenas da preferência do utilizador final uma vez a tecnologia de rastreamento usada é a mesma.

Nenhum modelo dispõe de botões laterais operáveis pelo polegar, porque segundo estudos realizados pela Hippus, o uso excessivo do polegar pode provocar lesões.

Todos os modelos do HandShoe Mouse dispõe de um ajustamento de peso, onde é possível remover contrapesos que aligeiram o peso total do rato permitindo assim um diminuir a força necessária para mover o mesmo.

image

 

Especificações técnicas

image

O rato sem fios HandShoe Mouse Black BlueTrack Light Click é um rato ótico de dois botões e roda de deslocamento, que também funciona como um terceiro botão.

A resolução de rastreamento é de 1500 pontos por polegada e é feita com recurso à tecnologia BlueTrack, significa isto que tem imensa precisão e consegue operar em quase todo o tipo de superfícies.

image

A ligação do rato sem fios é feita com recurso a uma antena receptora de tamanho mínimo que tem um alcance de cerca de 10 metros. O rato já vem emparelhado com a antena.

 

image

A bateria é de iões de lítio com uma autonomia anunciada de 4 semanas e 2 anos de tempo de vida. O carregamento da bateria é efetuado por um cabo USB que se liga ao computador. O tempo de carregamento total da bateria é de sensivelmente 3 horas e é possível continuar a operar com o dispositivo enquanto o mesmo se encontra a carregar. O rato tem um modo de poupança de energia que o desliga sempre que não é detetada qualquer interação com o mesmo durante um período prolongado de tempo. Para retirar o rato deste modo de poupança, basta pressionar numa das teclas. Quando o nível de energia armazenada na pilha é baixo, acende-se uma luz vermelha avisadora na zona da roda de deslocamento.

O HandShoe Mouse é um dispositivo Plug&Play que se apresenta ao sistema operativo como um HID (Human Interface Device) fazendo com a sua instalação seja simples e fiável uma vez que não requer controlador específico. Por isso, quanto a sistemas operativos, funciona com Windows, Linux, Unix e Mac OS.

 

Conteúdo da caixa

O HandShoe Mouse Black BlueTrack Light Click vem acompanhado de:

  • Bolsa de proteção/transporte
  • Cabo USB para recarregar a bateria
  • Mini antena USB
  • Manual de instruções
  • Guia de instalação rápida

 

image

 

Recursos adicionais:

Página do HandShoe Mouse:

http://www.handshoemouse.com/

Artigo sobre ergonomia, computadores e lesões por esforço repetitivo:

https://ojmoura.wordpress.com/2013/01/27/ergonomia-e-computadores/

Ergonomia e computadores

 

Trabalha com computadores? E no final do dia de trabalho sente um ligeiro desconforto na mão, pulso, braço ou ombro? Ou então, costuma acordar com as mãos ou braços dormentes? Pois bem, estes podem ser os sintomas iniciais de uma lesão por esforço repetitivo.

Na Wikipedia pode ler-se que “Lesão por Esforço Repetitivo ou LER (em inglês Repetitive Strain Injury) são lesões nos sistemas músculo-esquelético e nervoso causadas por tarefas repetitivas, esforços vigorosos, vibrações, compressão mecânica (pressionando contra superfícies duras) ou posições desagradáveis por longos períodos. É um tipo de Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho (DORT)….”

Estas lesões têm tipicamente tratamento, mas o objetivo deste artigo não é falar sobre a cura mas sim prevenção, ou seja, o que podemos fazer como utilizadores de computadores para evitar lesões.

 

Ergonomia!

Ergonomia é uma das primeiras medidas que se deve tomar com vista a prevenção de LER, ou seja, procurar adaptar o trabalho e/ou os objetos que nos rodeiam, ao nosso corpo por forma a exigir menos dele e/ou o a torna-lo mais eficiente.

Ergonomia é um termo lato que engloba um conjunto de atividades que tendem a adaptar o trabalho ao Homem. De uma perspetiva mais formal, pode ser entendida como o domínio científico e tecnológico interdisciplinar que se ocupa da otimização das condições de trabalho visando de forma integrada, a saúde e o bem estar do trabalhador e o aumento da produtividade.

Para um info-trabalhador os objetos (informáticos) mais comuns e mais relevantes do ponto de vista de impacto são o rato e o teclado. Estes dois dispositivos de entradas são, tipicamente, pouco ou nada ergonómicos, o que significa que o seu manuseio prejudica o nosso corpo, o nosso desempenho e por consequência a nossa saúde.

No caso do teclado, são tipicamente cometidas as seguintes “asneiras”:

  • Pronação, ou seja, voltar as palmas das mãos para baixo
  • Desvio ulnar, ou seja, rotação das mãos em direção ao dedo mindinho
  • Flexão do pulso, ou seja, dobrar a zona do pulso por forma a manter as mãos elevadas
  • Usar um teclado destro quando se é esquerdino

 

Imagem que mostra que não se deve fletir o pulso.

 

No caso do rato, as asneiras mais comuns são:

  • Pronação, ou seja, voltar as palmas das mãos para baixo
  • Flexão do pulso, ou seja, dobrar a zona do pulso por forma a manter as mãos elevadas
  • Manter os dedos indicador e médio numa posição suspensa (tipicamente para não clicar sem querer)
  • Pressionar e arrastar o pulso através de um superfície dura
  • Ter de estender o braço para se conseguir alcançar o rato
  • Ter de exercer uma força constante para agarrar o rato
  • Usar um rato menor que a mão
  • Usar um rato destro quando se é esquerdino

 

image

Imagem que mostra a zona de impacto de um rato tradicional

 

Através do uso de teclados e ratos “normais” é impossível corrigir estas “asneiras” pelo que a única solução é usar equipamentos pensados do ponto de vista ergonómicos que sejam mais favoráveis ao nosso corpo.

Mas atenção! Existem equipamentos que se dizer ser ergonómicos que não passam de pura banha da cobra, isto é, baseiam-se em simples palpites ou em mitos urbanos. Por isso, antes de os adquirirem, devem tentar determinar qual foi o estudo científico usado para chegar aquela conclusão e ler o estudo (pelo menos o resumo). Só assim é podemos ter a certeza que estamos a melhorar a condição física.

Os equipamentos verdadeiramente ergonómicos e baseados em factos científicos são mais caros do que os seus congéneres normais, mas se tivermos em conta os custos do tratamento de uma lesão por esforço repetitivo, verificamos que o custo dos mesmos é insignificante.

As doenças inflamatórias causadas por esforços repetitivos já eram conhecidas desde a antiguidade sob outros nomes, como por exemplo, na idade velha, “Doença do Quibes”, que nada mais era que uma tenossinovite.

Algumas das maleitas mais comuns derivadas deste tipo de lesões são:

  • Sinovite
  • Tenossinovite
  • Tendinite
  • Síndrome do Túnel Carpal

 

É importante não esquecer que os seguintes factores são também importantes na prevenção das lesões:

  • Conhecer a cadeira para perceber que tipos de ajuste são possíveis efetuar;
  • Ajustar a altura do suporte da cadeira por forma a ter as costas apoiadas;
  • Os cotovelos devem ficar à mesma altura do tampo da mesa;
  • Alinhar o corpo com o eixo da cadeira, isto é, não sentar torto;
  • A parte de cima do monitor deve ficar alinhada com a altura dos olhos;
  • Colocar o computador de lado para as janelas ou então fechar as cortinas/persianas por forma a reduzir a incidência de luz direta no monitor;
  • Colocar o rato o mais próximo do teclado;
  • Não torcer o corpo enquanto se interage com o computador;
  • O teclado deve estar junto do corpo;
  • Por cada hora de trabalho deve fazer-se uma pequena pausa para aliviar os membros superiores, exercitar os membros inferiores e relaxar os olhos observando objetos a diferentes distâncias;

image

Imagem resumo do correto posicionamento

 

Este artigo não pretende substituir qualquer recomendação médica, pelo que, na eventualidade de sentir algum dos sintomas mencionados, deverá procurar ajuda especializada, como por exemplo, consultar o médico de trabalho.

 

 

Recursos adicionais:

Lesões de Esforço Repetitivo:

http://www.lifeclinic.pt/pt-PT/noticias/lesoes_de_esforco_repetitivo__ler_.aspx

http://pt.wikipedia.org/wiki/Les%C3%A3o_por_esfor%C3%A7o_repetitivo

Síndrome do Túnel Carpal:

http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%ADndrome_do_t%C3%BAnel_carpal

Informática Saudável com a Microsoft (informações em inglês):

http://www.microsoft.com/hardware/pt-pt/support/ergonomic-comfort

Como ativar a opção de hibernação no Windows 8

Por omissão a opção de hibernar não se encontra visível no contexto do botão de energia no Windows 8. Um dos motivos por de trás desta caraterística é motivar o uso dos modos suspensão ou suspensão híbrida em detrimento da hibernação, pois estes dois estados apresentam ganhos significativos de performance no retomar do trabalho.

clip_image001

Imagem com as opções de contexto do botão de energia no Windows 8

 

Neste artigo vou descrever os diversos modos de energia disponíveis no Windows, o seu objetivo e duas formas distintas de dar visibilidade a opção de hibernação.

 

 

O Windows suporta, para além dos estados “Desligado” e “Ligado”, outros 3 estados de energia: Suspensão, Hibernação e Suspensão híbrida.

 

Suspensão

A suspensão é um estado de poupança de energia, que permite que um computador retome rapidamente o funcionamento com o consumo máximo quando recomeça a trabalhar. Colocar o computador em estado de suspensão é como fazer pausa num leitor de DVD; o computador interrompe imediatamente o que está a fazer, e fica pronto a recomeçar quando o utilizador pretender recomeçar a trabalhar.

 

Hibernação

A hibernação é um estado de poupança de energia concebido principalmente para computadores portáteis. Enquanto a suspensão coloca o trabalho e as definições na memória e consome uma pequena quantidade de energia, a hibernação coloca os programas e documentos abertos no disco rígido e, em seguida, desliga o computador. De todos os estados de poupança de energia que o Windows utiliza, a hibernação é o que consome menos energia. Num computador portátil, deve utilizar-se a hibernação quando se sabe que não se vai utilizar o computador portátil durante um período prolongado de tempo e que não se tem a oportunidade de carregar a bateria durante esse período de tempo.

 

Suspensão Híbrida

A Suspensão híbrida foi concebida principalmente para computadores de secretária. A suspensão híbrida é uma combinação de suspensão e hibernação. Ela coloca todos os documentos abertos e programas na memória e no disco rígido e, em seguida, coloca o computador num estado de baixo consumo para poder retomar o trabalho rapidamente. Assim, se ocorrer uma falha de energia, o Windows pode restaurar o trabalho a partir do disco rígido. Quando a suspensão híbrida está ativada, o colocar o computador em suspensão automática coloca automaticamente o computador em suspensão híbrida. Normalmente, a suspensão híbrida está ativada por omissão nos computadores de secretária.

 

 

Como colocar a opção de hibernação disponível para seleção no menu de energia do Windows 8?

Os passos para disponibilizar a opção de hibernação são os seguintes:

  • Pressionar a combinação de teclas [WIN]+W e escrever “Opções de Energia”
  • No ecrã de definições de energia clicar em “Escolher o que fazem os botões de ligar/desligar”

clip_image003

  • No ecrã “Definições do sistema” clicar em “Alterar definições que estão atualmente indisponíveis”

clip_image005

4. Ativar a opção “Hibernar” que se encontra na seção “Definições de encerramento”

clip_image007

5. Clicar em “Guardar alterações”

clip_image009

Agora ao clicar no botão de energia a opção “Hibernar” encontra-se disponível

image

Aspeto das opções de contexto do botão de energia no Windows 8 após ativação da hibernação

Como criar um atalho colocar o computador no estado de hibernação?

É possível criar um atalho que se fixe no ambiente clássico ou no ambiente moderno que despolete o processo de hibernação do computador. Os passos são os seguintes:

  • No ambiente de trabalho clicar com o botão direito do rato e escolher a opção de contexto “Novo” | “Atalho”
  • Na janela “Criar atalho” escrever “Shutdow /h” e clicar em “Seguinte”
  • No campo “Escreva um nome para este atalho” especificar um nome intuitivo como por exemplo “Hibernar” e clicar em “Concluir”

Agora ao efetuar um duplo clique no atalho o computador vai entrar automaticamente no estado de hibernação.

O Sérgio Martinho criou e partilhou um vídeo (http://120segundos.net/videos/v/239) com estes passos no 120 Segundos

 

 

Recursos adicionais:

Perguntas frequentes sobre suspensão e hibernação:

http://windows.microsoft.com/pt-PT/windows7/Sleep-and-hibernation-frequently-asked-questions

Página principal do projeto 120 Segundos:

http://120segundos.net

Como iniciar duas sessões de Skype na mesma máquina

Com o advento do fim do Messenger (aplicação e serviço) e com a Microsoft a querer que o Skype seja a plataforma de mensagens instantâneas por excelência a ser usada pelos utilizadores domésticos e empresariais (para comunicações fora da firewall), torna-se comum que um indivíduo possua mais do que uma identidade no Skype: tipicamente uma conta Skype para os amigos e família e uma outra conta exclusiva a fins profissionais.

Por omissão o Skype só permite identificar-mo-nos com uma conta de cada vez, ou seja, se entrarmos com a conta “profissional” só vemos os contatos agregados a essa conta e se entrarmos com a conta “pessoal” só vemos, como seria de esperar, os contatos pessoais.

Neste artigo vou explicar, passo-a-passo, como é que se pode ter duas instâncias de Skype iniciadas no mesmo computador mas com contas diferentes.

 

Objetivo: Criar um atalho para a aplicação Skype

1 – Clicar com o botão direito do rato no ambiente de trabalho e escolher a opção de contexto “Novo” | “Atalho”

2 – Na janela “Atalho” clicar em “Procurar…”

3 – Na janela “Procurar Ficheiros ou Pastas” indicar a localização do executável Skype.exe (tipicamente o caminho é “C:\Program Files (x86)\Skype\Phone”)

image

4 – Clicar em “Seguinte”

5 – No ecrã “Que nome deseja atribuir ao atalho” escrever “Skype – Profissional”

6 – Clicar em “Concluir”

Neste momento acabamos de criar um atalho para o Skype com o nome “Skype Profissional”

image

 

Objetivo: Criar uma cópia do atalho Skype

1 – Clicar com o botão direito do rato no atalho criado e escolher a opção de contexto “Copiar”

2 – Clicar com o botão direito do rato no ambiente de trabalho e escolher a opção de contexto “Colar”

3 – Clicar com o botão direito do rato no atalho acabado de criar e escolher a opção de contexto “Mudar o nome”

4 – Alterar o texto para “Skype – Pessoal”

image

 

Objetivo: Adicionar o parâmetro “/Secondary” ao atalho do Skype Pessoal

1 – Clicar com o botão direito do rato no atalho “Skype – Pessoal” e escolher a opção de contexto “Propriedades”

2 – Na janela “Propriedade de Skype – Pessoal” adicionar no final do texto que se encontra no campo “Destino” o parâmetro “/Secondary”

image

("C:\Program Files (x86)\Skype\Phone\Skype.exe" /Secondary)

3 – Clicar em “OK” para gravar as alterações

 

Objetivo: Validar as configurações

1 – Efetuar um duplo clique em “Skype – Profissional” e especificar as credenciais da conta profissional

2 – Efetuar um duplo clique em “Skype – Pessoal” e especificar as credenciais da conta pessoal

 

E já está: duas instâncias de Skype com credenciais diferentes!

 

duas instâncias skype

 

Recursos adicionais:

Página oficial do Skype

http://www.skype.com/intl/pt/home